Loading...

domingo, 19 de setembro de 2010

DICA DE LIVRO

Sinopse (da editora): Muitos descrentes pensam que há algo de errado em crer em Deus sem provas; muitos crentes pensam que não há nada de errado. Quem tem razão? Este é o problema central de uma área importante da filosofia da religião chamada ética da crença. Este livro apresenta três textos sobre o tema: os clássicos deW. K. Clifford e de William James, que deram origem à discussão actual, e um texto de Alvin Plantinga, um dos mais importantes filósofos da religião. O quarto texto, do organizador, fornece os instrumentos necessários para que forme a sua própria opinião, assim como uma análise do conceito de Fé. De máximo interesse para professores e para estudantes de Filosofia, e também de Religião, este livro é de leitura obrigatória para qualquer pessoa interessada em reflectir cuidadosamente sobre a crença religiosa.

AutoresW. K. Clifford (1845-1879) foi um dos mais importantes intelectuais da Grã-Bretanha vitoriana. Matemático e educador, abordou também temas filosóficos, defendendo a ilegitimidade da crença sem provas.
William James (1842-1910) foi um dos mais importantes filósofos norte-americanos do século XIX, tendo-se destacado por defender o pragmatismo comJohn Dewey e com C. S. Peirce. Defendeu a legitimidade da crença sem provas.
Alvin Plantinga (n. 1932) é um dos mais importantes filósofos da religião contemporâneos. Com trabalhos de grande importância publicados nas áreas da metafísica e da teoria do conhecimento, defende a legitimidade da crença sem provas.
Desidério Murcho (n. 1965) é professor de Filosofia e autor de Essencialismo Naturalizado(2002), O Lugar da Lógica na Filosofia (2003), Pensar Outra Vez (2006) e Viver Para Quê?(2009), entre outros livros.

TITULO: A Ética da Crença
AUTOR: W. K. Clifford, William James, Alvin Plantinga, Desidério Murcho
EDITORA: Bizâncio
PREÇO: 12,50 €

Nenhum comentário:

Postar um comentário